Benefícios de Escrever um Diário

Benefícios de Escrever um Diário

 

Em uma era em que os 140 caracteres dos tweets quase viraram um limite para a escrita, a ciência resolveu recorrer a uma velha receita do passado. Os diários estão voltando à moda como forma de ajudar a saúde física e mental. O hábito de pegar aqueles pequenos cadernos para relatar todos os dias o que ocorreu na vida, anotar os pensamentos ou simplesmente desabafar está se tornando uma ferramenta de extrema utilidade para os psicólogos, psicanalistas e, naturalmente, para os seus pacientes.

Essa tradição é bastante antiga. Registros históricos mostram que diários eram mantidos no Japão desde o século X. Muitas figuras famosas utilizaram essa prática. Talvez o mais conhecido deles seja o de Anne Frank, a garota de 13 anos que escreveu cartas para uma amiga imaginária sobre a perseguição nazista durante a Segunda Grande Guerra Mundial.

Porém, a busca da fama não está entre os benefícios que serão encontrados pelas pessoas a quem os terapeutas indicam mergulhar nesse hábito. Veja a seguir os motivos que podem fazer com que escrever um diário seja bom para sua saúde.

Escrever regularmente melhora o estado mental

Estudo publicado pela revista Advances in Psychiatric Treatment (Avanços no Tratamento Psiquiátrico) revelou uma ampla pesquisa sobre o tema realizada pela Universidade de Iowa. De acordo com o artigo, os pesquisadores constataram que os indivíduos analisados que escreveram sobre seus eventos traumáticos, situações de estresse ou qualquer situação que tenha feito aflorar mais fortemente suas emoções durante 15 a 20 minutos de três a cinco vezes por semana conseguiram superar com maior facilidade esses acontecimentos do que aqueles que não tiveram essa atitude.

O benefício constatado foi ainda maior em pessoas que sofriam de doenças graves, como o câncer, por exemplo. Até mesmo um centro de terapia chegou a adotar o uso de diários como prática auxiliar no tratamento da saúde mental de seus pacientes. Além disso, a escrita diminui sintomas de depressão, ansiedade, pânico e abuso de substâncias (inclusive as proibidas).

Processo ajuda a despertar a criatividade

Escrever sobre as experiências não apenas ajuda a pessoa a processá-las melhor, mas ainda auxilia e aprimorar o próprio texto. Afinal, escrever com frequência é a maneira mais eficiente de aumentar a qualidade do conteúdo escrito. A regularidade ajuda a elaborar melhor as frases, desenvolver ideias complexas, memorizar informações importantes e despertar a criatividade.

Diário serve como lembrete de erros e acertos

Ao relatar sua vida nas páginas de um diário você estará garantindo uma lembrança dos erros que cometeu e das realizações de que se orgulha, de grandes momentos que merecem ser recordados no futuro. Isso pode ser bastante útil em fases da vida quando se sentir perdido, sem direção e precisar fazer uma reavaliação. As conquistas poderão aumentar sua autoestima mostrando o que já foi obtido ao longo de sua vida. No campo profissional, as anotações podem servir de base para relatórios, pedidos de aumento salarial, promoções ou mesmo correção de rumos.

Clarifica seus sentimentos e pensamentos

Colocar no papel tudo que você sente pode ajudar, depois que a tempestade emocional passar, a analisar melhor os sentimentos e dar uma ideia mais clara sobre seus sentimentos e pensamentos. Isso aumentará o autoconhecimento e também ajudará na resolução dos problemas de maneira mais eficaz, inclusive, no caso de desentendimento com outras pessoas.

Traz benefícios para a saúde física

Os benefícios para a saúde mental afetam diretamente o corpo. Indivíduos que escrevem diários geralmente apresentam melhora também no sistema imunológico, nas funções do fígado, do pulmão e a pressão arterial é reduzida.

Primeiro passo é escolher a mídia correta

A primeira medida é escolher a mídia. Os mais tradicionalistas devem optar pelo bom e velho caderno de papel. Com ele você apreciará o sentimento físico de escrever. Ele lhe dará também controle sobre o conteúdo uma vez que o objeto poderá ser guardado, ou escondido, e só será exibido se for esse o seu desejo. A não ser que você faça cópias com frequência, o que é algo bastante incomum, o ponto negativo é que não existe backup. Se o caderno for perdido ou danificado, o diário se vai para sempre.

Outra opção é escrever em seu computador pessoal ou guardar os textos em sistemas de armazenamento por nuvem que podem ser acessados por dispositivos móveis. Isso dá mais segurança aos dados, uma vez que são gravados e possuem backup, mas sempre há a possibilidade de que sejam acessados por hackers e nunca há o contato direto na hora de escrever, pois os textos são digitados na tela de um laptop, Ipad ou telefone celular.

Uma forma cada vez mais popular de diários são os blogs. Porém, nesse caso, não há qualquer expectativa de privacidade. Muito pelo contrário. Todo o conteúdo é escrito para ser lido por terceiros e, nesse caso, também fica disponível para ser comentado. É preciso estar preparado para receber as respostas, que nem sempre serão positivas.

Como escrever um diário

Existem alguns procedimentos básicos para que a escrita de um diário realmente seja benéfica para a saúde. O primeiro deles é realizar isso de maneira frequente. É preciso exercitar diariamente a colocação dos pensamentos no papel ou no computador. Só assim a criatividade e o confronto entre os sentimentos e emoções irão sendo explorados.

De acordo com um estudo realizado em 2012 pela Universidade de Toronto, no Canadá, a melhor opção é começar o dia escrevendo no diário. Isso se deve ao fato de as pessoas estarem mais otimistas pela manhã. Expressar seus pensamentos nessa parte do dia pode ajudar a começar suas atividades de maneira mais clara.

Nunca edite seus textos. Escreva livremente sem preocupações com correções gramaticais, sobre o melhor uso das palavras ou do peso que elas possam ter para outras pessoas. O diário é para você e mais ninguém. Isso pode levar algum tempo, todavia, uma vez que se acostumar a escrever sem limitações os seus verdadeiros sentimentos irão florescer.

Escreva tudo, de bom e de ruim, inclusive o horroroso. É importante ter a recordação dos melhores momentos de sua vida, das conquistas, de tudo que você fez de bom e o deixou alegre. Mas para uma autoavaliação, o diário precisa ter também o outro lado. Por isso, não pode ser seletivo, necessita ser um reflexo de sua vida.