Ernest Hemingway

De papéis dobrados a rabiscos nos livros, você sempre foi uma bagunça literária.

Independentemente de onde está, sempre tem algo por perto que possa usar para escrever – um papel e uma caneta ou um gadget. Algumas pessoas podem achar isso estranho, mas fazer o quê!, você é assim desde que foi apresentado ao alfabeto (que você prefere escrever do que dizer em voz alta).
É como se você tivesse nascido… diferente!

1. Você coleciona palavras

Se uma frase faz sentido pra você, então você deve guardá-la. Você não pode ler os livros sem uma caneta ou um bloco de notas ao seu lado. Como resultado, você acaba com um monte de Post-its, anotações, tratados. Tudo em nome de “Eu não quero esquecer isso”.

2. Você ama aventura

Sua cabeça nunca está em um lugar só. Você adora criar cenas das suas palavras (ou colocar em palavras as cenas que vê). Abandonar a realidade por curtos períodos de tempo é o que parece para mantê-lo “vivo”. Às vezes você é acusado de não prestar atenção.

3. Você ama ler

Mergulhar em um livro é a sua definição de diversão. Enquanto todo mundo vai para o cinema ou para o videogame, você prefere um cantinho aconchegante com um livro em suas mãos. Emprestar um livro é difícil, porque a única coisa que você pensa é, “e se a pessoa não me devolver?”

4. Você prefere escrever a falar

Você terminou mal uma discussão. Não disse tudo que gostaria. Pensa, pensa e resolve: vai escrever, mandar um e-mail. O mesmo se aplica ao fazer uma reclamação sobre um produto ou serviço a uma empresa . Você vai pular a linha de chamada gratuita e olhar direto para o e-mail de contato em vez disso. Os cartões de aniversário quase sempre tem mais do que “Feliz aniversário” escrito neles; pode ser um poema, algo engraçado ou apenas … algo mais.

5. Você reconhece um bom texto

Você sabe que o texto é bom assim que termina de ler. Você aprecia escrita bem feita, construída habilmente. Às vezes você lê uma frase e parágrafo repetidamente não por causa do que está escrito, mas de como está escrito . E quando você se depara com algo incrível, você sorri.

6. Você observa e cria histórias sobre as coisas que viu

Seu olhar nunca está no mesmo lugar. Enquanto todo mundo está batendo papo, você às vezes se pega em silêncio, só observando as ações das pessoas . Às vezes você só está observado, às vezes está inventando histórias na sua cabeça sem que tenha conhecimento.

7. Você vê cada experiência como uma mina de ouro

Para você nada é desperdício. Se você fica encharcado na chuva, ou se o seu cachorro persegue alegremente o filho de 6 anos de idade do seu vizinho no final da rua, ambas situações são “algo para escrever a respeito”.

8. Seus livros e diários valem mais do que sapatos

Você poderia descartar seus sapatos velhos e até mesmo dar alguns fora para a caridade, mas… mexer na sua estante? Nunca! Nem na sua próxima encarnação. Enquanto há, num livro, uma frase que você gostou, uma nota que tomou, uma história por trás, a última coisa que você quer fazer é jogá-lo fora .

9. Você vê a escrita como uma forma de terapia

Para você, colocar palavras no papel é terapêutico. Sempre que você sente raiva , se sente solitário ou deprimido, seu melhor amigo não é a garrafa, mas aquele pedaço de papel ao seu lado. Se passar muitos dias sem escrever suas emoções pode até perder as estribeiras.

10. Você é curioso

Sua sensibilidade é grande. Você sabe quando o cachorro que frequenta a pracinha em frente a sua casa não veio e percebe bem rápido quando as pessoas começam a agir de maneira diferente. Às vezes você tem interesse em coisas e objetos que são frequentemente ignorados por outros, como máquinas de escrever, por exemplo.

11. Você gosta de ouvir seus pensamentos

Pensar é algo natural para você . Enquanto outros tentam , tanto quanto possível evitar, você abraça os pensamentos. “Por quê você pensa tanto?” Essa é, provavelmente, uma pergunta que você deve ouvir frequentemente . A verdade é que você não tem uma resposta para isso. Você “só pensa o tempo todo mesmo”, não vê como isso poderia ser diferente.

12. Você valoriza cada elogio

Não, você não se orgulha quando as pessoas te elogiam, mas você adora quando as pessoas fazem isso. Sempre que alguém diz que alguma coisa que você escreveu está ótima, você revive esse momento em sua cabeça várias vezes. Você vai voltar para o texto elogiado vez ou outra, como se você buscasse novamente a razão para o elogio. Isso impulsiona você o suficiente para escrever ainda mais.

13. Você acredita que pode melhorar

Quando você vê alguém que escreve melhor do que você , algo que acorda em seu interior. “Se fulano(a) pode escrever assim, eu também posso”. Isso poderia levar você a tentar imitar aquele estilo. Mas isso não dura muito tempo, mais cedo ou mais tarde , você encontra sua voz e vai ficando cada vez melhor em seu ofício.

14. Você tem surtos e frenesi com a escrita

No primeiro bloqueio (writer’s block) tudo que você vê é uma página em branco, mas minutos mais tarde você já está rabiscando como se estivesse sendo perseguido por seus pensamentos. Às vezes você só planejava algumas palavras, uma meia página; depois de alguns minutos você já chegou a duas páginas e não chegou nem no meio do caminho .

15. Você nunca para de escrever

Mesmo que você tenha o trabalho mais exigente, que tomou a maior parte de suas horas do dia, você sempre encontra tempo para escrever algo. Mesmo que você tenha perdido tudo neste mundo, as primeiras coisas que você gostaria de ter de volta seriam uma caneta e papel.

Duvidar de sua capacidade de escrever é comum. Até Stephen King disse uma vez que era um escritor terrível . Você não está sozinho. E você não é como todo mundo quer. Você é único. Você é especial. Você é um escritor!

 

O post original, em inglês, aqui.